Uma Pergunta por Dia -Livro Interativo

QA

Como você era há 5 anos? Tinha pensamentos ou conceitos diferentes? Seu modo de pensar mudou com o tempo? Fazia coisas que hoje não faria mais? Ou talvez não fizesse coisas que hoje faria tranquilamente?

Todos mudamos, todas as pessoas, acontecimentos, ações e reações que vivenciamos faz diferença. Você lembra como era suas respostas para as perguntas mais simples? Agora você pode guardar para recordar como você é no atual presente que será você no passado. Confuso?

Essa é a proposta do “livro” Uma pergunta por Dia, um livro interativo misturado com diário no qual há 365 perguntas para você responder todos os dias por 5 anos. Sempre no mesmo dia de cada ano você responde a mesma pergunta e consegue enxergar como você mudou.

Desde perguntas simples como “O que tem na sua geladeira” até perguntas complexas como “Qual é a sua missão”, você consegue responder seu atual momento e quando completá-lo ano a ano, consegue comparar suas respostas. Em cinco anos, seu livro/diário está completo de informações e pensamentos pessoais.

Esse livro não tem data certa para você começar, não precisa ser exatamente no primeiro dia do ano, você começa em qualquer dia e daqui 5 anos terá concluído seu diário.

A edição lançada pela Intrínseca está realmente espetacular. Sua capa dura de papel tipo reciclado e sua borda dourada está lindíssima. O livro é pequenininho, fácil de carregar e possui um marcador de páginas estilo fita de cetim. Cada página tem espaço tem uma pergunta e espaço para 5 respostas, com 4 linhas cada resposta, perfeito para respostas curtas com explicações sucintas. Paguei R$ 24,90 na Saraiva física, mas também tem para vender online aqui. Preço bem justo pela qualidade entregue.

Espero ainda ter o blog daqui 5 anos, então, em 2021, com 27 anos, volto aqui para mostrar se realmente concluí esse projeto.

 

 

Anúncios

Lista de Desejos

PicMonkey Sample

Assim como no ano passado, esse ano também criei uma lista de desejos. Fim de ano sempre é bom sonhar mais alto. Mesmo sabendo que não terei condições de realizar esses desejos, eles que me impulsionam a querer, correr atrás e realizar alguns dos nossos projetos.

Esse ano não tem muitas coisas que estou realmente com vontade de comprar. A maioria dos itens listados já estão na minha lista há anos e possivelmente permanecerão por lá mais algum belo tempo. Realmente só listo todas as coisas pois creio que o que desejo representa muita das coisas que vivo agora. No futuro é legal ver o que estava desejando no fim de cada ano e pensar como aquilo transmitia os meus pensamentos.

Quanto ao blog, não prometo que voltamos com força total, mas sempre que possível vou tentar criar mais conteúdos aqui.

desejos

1 – Livro: Por uma vida mais doce –  Acho que a maioria das pessoas já viu algum vídeo da Dani Noce, já falei do canal dela aqui. Ela tem um canal incrível de culinária/cozinha/gastronomia/delícias. E todas essas gostosuras estão eternizadas no seu livro, muito lindo, tive que bisbilhotar na livraria. Além de ser lindo, com fotos, design, cores e tudo mais, ainda vem adesivos para colocar onde a imaginação deixar. Tem na Saraiva e tá R$98,04.

2 – Celular Samsung S5 – Os eletrônicos irão dominar o mundo. Não tem mais como viver sem eles. No caso do celular ele é indispensável, ele é meu despertador, relógio, comunicador, câmera, guia, amigo e companheiro de todas as horas. Porém, o meu já está velhinho e não está conseguindo exercer tudo que gostaria. Então sobra o desejo de ter esse celular e falta o dinheiro pra ostentar. =) Tem em várias lojas por cerca de R$ 1.979

3 – KitcheinAid – A batedeira mais cobiçada por profissionais e amadores que gostam de cozinhar. Simplesmente o item que é fundamental e ainda decora sua cozinha, já que é linda. Desejo esse item há anos, talvez uns cinco. Porém, não tenho coragem nenhuma de desembolsar o valor dela aqui no Brasil. Simplesmente creio que pegar um avião e comprar lá fora fica quase a mesma coisa que comprar aqui. Então fico esperando a oportunidade e babando nessa batedeira. Tem no site oficial brasileiro.

4 – Camiseta Pokémon – Quem nasceu no começo dos anos 90 sabe como é amar um desenho da sua infância. Pokémon marcou a minha vida de pequena e isso reflete na minha vida “adulta”. Simplesmente quero todos os itens depois de velha. E essa camiseta é bonita e tem os personagens da primeira geração, vamos combinar que a geração mais legal. Todas essas camisetas divertidas estão disponíveis no site da loja do Chico Rei. Tá R$59.

5 – Prato para bolo – Aí você me pergunta, por que raios essa garota precisa de um prato pra bolo? Na verdade eu não preciso, mais essa base faz toda a diferença na apresentação de algum doce. Sempre quis um apoio branco para embelezar meus bolos e esse prato é perfeito. Tem lá na TokStok e tá R$100.

 Esperamos que seu natal seja repleto de felicidade, que você reveja todas as pessoas importantes na sua vida, que coma tudo que tenha vontade e que o final de 2014 seja inesquecível para cada um.

Filme: Um Dia (2011)

um-dia

Sempre tive vontade de ler esse livro, do autor David Nicholls, mas sempre enrolava e nunca peguei para ler. Então decidi assistir o filme primeiro. Sim, eu sei que filmes nunca saem como os livros, mas pensei que se eu gostasse do filme, leria o livro depois. E, o roteiro do filme foi adaptado pelo próprio autor.

A história gira em torno de Dexter Mayhew (Jim Sturgess) e Emma Morley (Anne Hathaway). Eles se conhecem em 1988, depois de cursarem a universidade juntos. Mesmo suas vidas trilharem caminhos diferentes, todos os anos no dia 15 de julho eles se reencontram e o filme mostra a vida de cada um. Os dois, muitas vezes não seguem os caminhos que projetaram, mas sempre tem um ao outo para se apoiarem. O tempo vai passando até eles estão maduros para encarar os sentimentos que fizeram-lhes aproximar um do outro. Porém, a vida não é tão certa quanto parece.

Achei o filme bem legal de mostrar a realidade e a evolução dos personagens ano a ano (são vinte anos de história). Mas achei a história meio clichê, sei lá, sem muita coisa inovadora e um pouco superficial. A fotografia é muito bonita e adorei o sotaque da Anne  Hathaway, apesar de achar meio forçado.

É uma história bonitinha de amor, mas não espere um fim felizes para sempre. Espero realmente que o livro seja melhor.

3,5

Para Ler #25: Os Contos de Beedle, o Bardo

os contos de beedle o bardoO Bardo Beedle reuniu em uma coletânea vários contos infantis do mundo bruxo, estes passados de geração à geração. Assim como os contos infantis trouxas, cada uma das histórias traz uma moral específica, que ainda (nesta edição xD) recebem os comentários do Mago Alvo Dumbledore.

Esse, com certeza, foi um dos livros mais fofos que li esse ano. No entanto, não se engane, além das palavras infantis, encontra-se em cada história uma  moral muit0 forte. Cada conto possui um comentário de Alvo Dumbledore, sendo que a principal função de tal é “traduzir” para nós o que a autora, J. K. Rowling, quis dizer. Fora isso, tais comentários trazem informações valiosíssimas sobre o mundo bruxo, como termos, curiosidades, história da magia, etc.

O que achei mais interessante nesse livro é que lendo, realmente me vi como uma criança bruxa ouvindo contos. Todos sabemos que a narrativa de J. K. Rowling é mágica, mas o mundo que ela conseguiu transmitir através de seus livros, especialmente este, me faz parar para pensar se o mundo bruxo não existe na realidade… Sério, gente, é tudo tão bem amarrado que se torna um MUNDO PERFEITO!

Outra coisa que me agradou bastante também, e que fica bem claro no início do livro através de um comentário de Dumbledore, é que as mocinhas bruxas não esperam que as coisas simplesmente aconteçam, como nos contos infantis trouxas; elas mesmas vão atrás do que desejam.

Quanto a edição, cheguei a postar fotos dela neste post. Mas não custa nada relembrar, né?! Ela é linda, com cada página decorada e com gravuras maravilhosas. Além disso, a capa é texturizada para que pareça antiga e manuseada!

hp 6

Para quem deseja se inteirar mais do  mundo bruxo, com certeza esta é uma leitura obrigatória!

5

Fim de Ano – Desejos de Natal

PicMonkey Sample

O fim do ano já está aí, e mais um ano já se passou. Dezembro me lembra cheiro de chocolate quente com uma pitada de canela, bolo de frutas secas e presentes que compensam o ano inteiro. E juntamente com as comemorações de fim de ano vem o 13º e dinheiro para as coisas que passamos o ano inteiro desejando e que talvez realizaremos no Natal.

Assim, nasce a minha listinha para o papai noel, e mesmo sabendo que não terei a maioria das coisas que desejo, desejar coisas boas nunca é demais. Essa lista também serve de ideias para presentes.

lista de desejos 3

1 – Sandália Rasteira Zaxy Nude – super bonitinha e com um preço bem mais legal do que a Melissa. Tem de várias cores. R$ 34,99 na Passarela.

2 – Livro Sou Barista – um livro desse foi sorteado na minha sala e infelizmente não ganhei. Parece legal para quem está começando no mundo do café. Editora Senac R$35,00.

3 – Camiseta Chico Rei – sempre que lembro entro no site do chico rei pra ficar babando nas estampas das camisetas de lá, uma mais linda que a outra. A que está na lista é referente ao Barney de How I Meet Your Mother, série que estou viciada. R$ 56,00.

4 – XBox One – há algum tempo sonho ter um x box, e agora que saiu o xbox one, desejo ainda mais. R$ 2.399,00 no Submarino.

5 – Batom M.A.C – acho que ser for pra pagar R$66,00 em um batom, tem que ser O batom. A cor mais usada pelas famosas e desejadas pelo resto das mulheres, na Sephora.

Filmes: Jogos Vorazes: Em Chamas (2013)

Primeiramente tenho que dizer que estou feliz só por ver um filme antes do resto do mundo. #choragringo.

Jogos-vorazes-em-chamas-poster-uk

A continuação de Jogos Vorazes (The Hunger Games) baseado no livro de Suzanne Collins não traz novidades para os leitores de Em Chamas. O filme segue praticamente todos os detalhes do livro. Para quem não leu ou assistiu o primeiro filme alguns detalhes importantes não são compreendidos, por isso nossa recomendação é saber a primeira parte da história. Além disso, quem viu o primeiro filme e agora vai ver Em Chamas vai reparar que muitos detalhes ficaram melhores e são perspectiveis em todos os sentidos.

Diferentemente de Jogos Vorazes, Em Chamas traz uma parte mais política, contando o que acontece após o desfecho do 74º edição dos jogos. Agora Katniss passa ser o símbolo da esperança para os povos dos distritos.  E, com a 75º edição e comemorando o 3º aniversário de 25 anos (a cada 25 anos há uma “comemoração” especial) todos os ex participantes dos jogos tem de voltar a arena, um de cada sexo, sem restrições com idade. Não é surpresa nenhuma em que Katniss volta a arena, pois é a única vencedora do 12º distrito. Além dela, Peeta também volta a essa guerra voluntariando-se no lugar de Haymitch. Katniss e Peeta também tem que continuar a fingir o romance entre eles à mando do Snow. E agora, quem irá sobreviver?

Veja outro trailer aqui.

Ao contrário do primeiro filme onde está voltado para a ação e combate para permanecer vivo, Em Chamas deixa essa parte de lado para não cair na mesmice e foca na parte política do livro. Faz uma ligação entre o primeiro e os últimos filmes ( A Esperança será dividido em duas partes) com ótima adaptação. A personalização e caracterização é incrível e a maioria dos detalhes foram reproduzidos com categoria. Realmente detalhes do figurino foram levados muito à sério, além das cenas externas dos distritos que ficaram bem realistas.

O fim do filme é exatamente igual do livro, parece que enquanto assistia ele ia me recordando de cada detalhe sendo narrado na minha mente  e o final também não seria diferente, incrível que até algumas dúvidas que tive ao ler também tive ao ver. Mas a maioria dos detalhes só serão revelados no último livro da trilogia.

Então, no geral prefiro filmes que seguem os livros e como os autores escreveram as histórias a filmes que apenas se baseiam em algumas partes dos livros e depois descaracterizam e mudam completamente a história. Eu prefiro ver no cinema o que imaginei lendo à ver algo totalmente oposto. Se você não gosta de filmes que seguem perfeitamente os livros esse filme não é pra você. Mas se espera um livro com uma bela adaptação de Em Chamas, vale à pena ver.

Lembrando que A Esperança será dividido em duas partes. A primeira está prevista para novembro de 2014 e a segunda para novembro de 2015.

5

Filme: O Menino do Pijama Listrado(2008)

O-Menino-Do-Pijama-Listrado

Há algum tempo atrás tinha feito uma resenha sobre o livro de John Boyne, O menino do pijama listrado. Portanto, não repetirei a sinopse do filme, que segue a mesma premissa livro. Quem quiser saber mais, pode acessar o post por aqui. Também algum tempo atrás fiz resenha sobre o livro A Lista de Schindler – A verdadeira história e do documentário Auschwitz – Inside the Nazi State (2005), para quem se interessa, assim como eu, por 2ª Guerra Mundial.

Quem leu a minha resenha deve ter percebido que o grande segredo do livro está em como Boyne narra os fatos pela visão de Bruno, uma criança inocente. Antes de assistir ao filme, tive medo que ele não passasse toda a singeleza apresentada pela história, que está muito mais relacionada à psique interna de Bruno do que à guerra em si. Felizmente, meus anseios não foram correspondidos =)

Uma das coisas que achei mais legal nesse filme é que realmente houve uma adaptação das tramas para mantê-lo fiel a ideia do livro, algo que venho achando difícil de ocorrer na transformação de livros em filmes: ou o filme não tem nada a ver com  livro e perde seu sentido original, ou o filme narra os fatos exatamente da mesma maneira que o livro e acabamos perdendo na parte psicológica (que, na minha opinião, aconteceu um pouquinho com Jogos Vorazes e muuuito com Cidade dos Ossos).

O Menino do Pijama Listrado não sofre de tal problema. Uma das coisas que mais gostei foi a forma como eles mostraram a transformação da visão de Bruno em relação ao pai. Logo no inicio do filme, quando o pai dele aparece para falar que iriam se mudar eu pensei: “O quê? Por que estão mostrando o pai do Bruno tão bonzinho?”. Na realidade, cheguei a desconfiar um pouco da história, mas depois pude perceber como isso era necessário. Outra coisa que me agradou bastante foi o filme mostrar fatos sobre a 2ª Guerra Mundial que o livro nem chega a tocar, como a propaganda nazista para a juventude Hitlerista no caso de Gretel e os fornos crematórios do campo, por exemplo.

Fico feliz que eles não tenham pintado a Guerra preto-no-branco. O próprio Bruno acaba sendo influenciado pela ideologia nazista ao ler Mein Kampf, mesmo tendo um judeu como amigo. E isso acaba por mostrar que é muito simples, hoje, pintarmos os nazistas como os filhos do diabo sem nos darmos conta de toda ideologia, discurso e propaganda envolvida por trás. Aliás, falando em propaganda, a cena em que mostram as publicidades que eram feitas sobre os campos é um bom exemplo disso.

Posso dizer que, em termos de história da 2ª Guerra Mundial, achei o filme muito mais rico, mantendo toda a inocência apresentada no livro de maneira tão singela. Não é um filme sobre como os judeus foram “judiados”, não é um filme sobre como a Alemanha perdeu a Guerra, nem ao menos é relato dos sobreviventes; é um filme sobre relações humanas, a história de dois meninos inocentes que são separados não somente por uma cerca, mas por ideologias e ideologias.

Com certeza essa foi a melhor adaptação literária para os cinemas que assisti esse ano!!!

5