Para Ler #17: A Lista de Schindler – A verdeira história

A_LISTA_DE_SCHINDLER_A_VERDADEIRA_HISTORIA-1024-1024Creio que todos, se não assistiram, ao menos já ouviram falar do filme A lista de Schindler, dirigido por Steven Spielberg. O filme, produzido em 1993, foi — e continua sendo — um grande sucesso.

O filme, basicamente, conta a história do resgate de mais de 1000 judeus durante o holocausto, com a ação salvadora de Oskar Schindler, um empresário que através do emprego de “seus judeus” em suas fábricas, conseguiu impedir a deportação deles para o Campo de Auschwitz, onde provavelmente seriam assassinados.

A obra é a autobiografia de Mietek Pemper, pessoa que serviu, muitas vezes, de intermediário entre o tenente Amon Göth, o responsável pelo campo de concentração de Plászow, Kracóvia, e Schindler, ajudando ativamente na elaboração da lista. Justamente por ser um relato daqueles anos terríveis, Mietek começa nos informando da história de sua família, à formação dos Guetos judeus da Kracóvia, passando pela formação do campo de concentração e trabalhos forçados de Plászow, até a reconquista da liberdade com a ajuda de Oskar.

Na época da Guerra, Mietek era um jovem na casa dos vinte anos, que entre

Mieczyslaw (Mietek) Pemper

Mieczyslaw (Mietek) Pemper

outros cursos, cursava Direito. Por ser bilíngue, foi utilizado muitas vezes pelos oficiais nazistas como intérprete. Quando ocorreu a formação do campo, acabou se tornando o assistente pessoal de Amon Göth, retratado por Spielberg como o Demônio no filme.

Por estar em uma posição privilegiada, tinha acesso à informações confidenciais, tornando-se um espectador incomum: um judeu que sabia o que estava realmente acontecendo. E por isso, o livro tem um enfoque diferenciado do filme.

No filme, o personagem principal é realmente o Oskar Schindler. Na obra literária, que foi escrita em 2005, temos mais enfoque na relação de Mietek com Göth, como conseguia as informações e como foi os julgamentos dos oficiais da SS. Schindler e sua lista só aparecem no final do livro. Portanto, tive a impressão que em primeiro plano ficou Göth e somente em segundo Schindler.

Por ser uma obra posterior ao filme, o autor nos aponta vários pontos da “liberdade cinematográfica” de Spielberg, como por exemplo, o marcante jogo de cartas na qual Schindler “conquista o direito sobre uma judia”, que segundo Pemper, não aconteceu realmente. A impressão que o livro passa é que o “Anjo e o Demônio” estavam mais em uma dança constante, na qual ninguém poderia desconfiar dos objetivos de Oskar.

Este foi um livro que demorei mais para ler, cerca de duas semanas, mas é um livro para ser lido e “digerido” com calma.  No inicio, tive um pouco de dificuldade para entender as patentes da SS, e a realidade é que muitas vezes passei direto por elas, somente tentando estabelecer na minha mente uma ordem hierárquica entre os apresentados. Depois que terminei de ler o livro, percebi que havia um glossário com as patentes da SS e seus equivalentes no exército. Outra coisa legal é que há um quadro com a ordem cronológica dos acontecimentos, portanto, se você procura mais informações sobre a 2ª GM, principalmente, sobre a situação da Polônia, esta pode ser uma maneira fácil de entender o que aconteceu.

Tive uma professora nesse primeiro semestre de 2013 que sempre dizia que um operador do Direito tem uma postura diferenciada em relação as demais pessoas pois tem uma visão e uma ciência mais aprofundada das consequências legais. Percebi muito isso com este livro, e apesar de Pemper ser de geração e país diferentes aos meus, isso ficou muito claro. A todo momento ele se refere à tribunais (especialmente Nuremberg), à depoimentos e testemunhos e à sua própria experiência como testemunha de acusação em diversos processos.

Dessa vez a resenha será diferente e não terá estrelinhas porque ainda estou em conflito em relação a minha opinião do livro. A realidade, é que talvez não me ache capaz de julgar um livro que traz consigo tamanha responsabilidade. No entanto, com certeza o recomendo à todos que se interessarem pela 2ª Guerra Mundial.

Anúncios

Um comentário sobre “Para Ler #17: A Lista de Schindler – A verdeira história

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s