Para Ler #7 – Destino

DestinoCassia faz parte da Sociedade, afinal é A Sociedade quem define, com base na probabilidade, o que é melhor para ela, o que deve comer vestir e fazer, quais suas atividades no tempo livre e até mesmo com ela irá se casar. Mas isso não é um problema, nunca foi, afinal, o mundo seria pior sem essa organização, não seria? E ainda por cima, Cassia teve muita sorte (sorte não, probabilidade. Sorte não existe na Sociedade) pois a pessoa destinada a se casar com ela é seu melhor amigo e vizinho, Xander. No entanto, será que o destino é realmente aquele que a sociedade diz ou somos livres para fazer nossas próprias escolhas?

Minha história com esse livro é um pouco longa e confusa. Há pouco mais de dois anos atrás, li “A Revolução dos Bichos” e “1984”, ambos de George Orwell, e 1984 sim é uma grande distopia, chegando até mesmo a ser assustador imaginar que aquilo poderia realmente acontecer em nosso contexto. Então, de um tempo para cá começou a modinha das distopias: “Jogos Vorazes”, “Insurgente”, “A Seleção”, etc. O problema é: depois que você lê uma grande obra distópica como “1984”, fica dificil achar qualquer uma dessas atuais boas.

Digo isso porque, há uns 8 meses atrás li “Destino” e não gostei. Então, há 2 dias atrás (confusa essa linha do tempo, não?) estava eu feliz e saltitante passando pelos corredores de uma biblioteca aqui perto de casa e bati o olho nesse livro e pensei “Ah, eu já li ele mas nunca fiz uma resenha. Vou levar para casa para resenhar, embora a resenha não vai ser tão boa assim…”

Comecei, novamente a ler o livro para resenhar e qual não foi a minha surpresa ao descobrir que ele não é tão ruim assim? Rs. A questão é que eu não sei se eu não havia gostado antes porque estava com um preconceito do livro, se estava em uma má fase, se li muito rápido e não absorvi nada ou, o que é o mais provável, se agora estou vacinada a distopias bobinhas. Por que, convenhamos, hoje basta você criar um romance impossível de o casal principal ficar junto, adicionar uma sociedade distópica e fazer disso uma trilogia que o negócio vende que nem quiabo. Então, depois que li outras distopias mais recentes e piores, “Destino” não pareceu tão ruim assim, afinal, pelo menos eles abordam, de leve é verdade, a sociedade na qual as personagens estão inseridas.

Falando sobre isso, a sociedade, senti que uma das correntes principais de argumentação do livro é abordar a questão da liberdade.

— Me mostraram um retrato. A garota que teria sido o meu par se eu não fosse o que eu sou. — Ky engole em seco.

— Quem era? — pergunto. Minha Voz parece áspera, rude. Não diz que era eu. Não diz que era eu, porque eu vou saber que você me viu somente porque te mandaram olhar.

E então, ao menos parte da mudança da minha relação com o livro eu sei explicar: Atualmente estudo Direito e uma de minhas disciplinas é filosofia. Portanto, temos que estudar (mais questionar) conceitos como felicidade e liberdade. Assim, em alguns momentos enquanto relia o livro me peguei aplicando aquilo que vi em sala de aula, com pensamentos do gênero: “Realmente, liberdade não é escolher entre a escolha A e a escolha B. Talvez seja escolher ambas, todas possiveis, uma dentre todas possíveis, ou até mesmo nenhuma” ou “Não existe realmente liberdade nem sociedade livre, pois mesmo quando fazemos escolhas que acreditamos ser por nossa própria vontade, somos condicionados por uma série de fatores, como a sociedade, a família, o contexto social, a moda, a religião, etc., aplicando valores que inicialmente não são nossos.” Sim, juro que pensei tudo isso e um pouco mais.

Mas afinal, ler não é somente apreender as palavras de um papel, é também compreendê-las, aplicando seu contexto (bagagem) cultural. Resumindo: Não gostava desse livro, antes não teria dado nem 2 estrelas e meia, mas agora desgosto um pouco (ou bastante) menos dele.

3,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s